Dropshipping ou marketing de afiliados: qual é mais lucrativo?

A grande maioria dos empreendedores que trabalham com e-commerce trabalham ou com o dropshipping ou como afiliados. Para quem não sabe o que é e nem como trabalhar com dropshipping, nós explicamos: o dropshipping é um modelo de negócios no qual o fabricante (ou seja, um terceiro) fica encarregado de produzir, armazenar e enviar os produtos em nome da loja. Dentro desse modelo, então, o empreendedor determina os preços de venda e fica responsável por todo o material de marketing da loja.

No marketing de afiliados, a coisa funciona de maneira similar, pois o gerenciamento do estoque e o envio de produtos fica por conta da marca responsável pelo programa de afiliados. Há, no entanto, uma diferença crucial: enquanto lojista, você não pode alterar o valor do produto, pois recebe apenas uma comissão a cada venda realizada.

É claro que a popularidade dos dois modelos de negócios já está mais do que comprovada no mundo do e-commerce. Mas qual deles, afinal, é o mais lucrativo?

Vamos descobrir?

Semelhanças entre o dropshipping e o marketing de afiliados

É sempre melhor tentar encontrar as semelhanças antes de avaliar os prós e os contras de um ou mais modelos de negócios. Vejamos, então, o que o marketing de afiliados e o dropshipping têm em comum:

  • Os dois modelos de negócios eliminam a necessidade de um estoque físico;
  • Empresas que fazem dropshipping, assim como os melhores programas de afiliados, são empreendimentos de baixo risco financeiro;
  • Os dois modelos de negócios possibilitam um início rápido, o que pode acelerar o número de vendas e os rendimentos;
  • Ambos necessitam de boas habilidades de marketing e bastante criatividade para gerenciar estratégias de marketing e gerar tráfego.

Pronto: agora que já delimitamos o que eles têm em comum, está na hora de analisar primeiro o dropshipping e, depois, o marketing de afiliados.

Como trabalhar com dropshipping

Então: vale a pena fazer dropshipping?

Como modelo de negócios, o dropshipping permite que qualquer lojista venda produtos dos mais variados – e elimina, como já dissemos, a necessidade de um estoque físico.

Isso significa que, quando recebem pedidos dos clientes, as empresas que fazem dropshipping precisam apenas entrar em contato com o fornecedor e repassar o pedido. Daí em diante, o processo de produção e envio do pedido fica por conta do fornecedor.

É por isso mesmo que o dropshipping é um modelo tão positivo para empreendedores de primeira viagem e mesmo para lojistas que estão querendo testar a popularidade de um novo produto.

Viver de dropshipping: alguns benefícios

  • É um modelo de baixo risco financeiro

Por mais que os dois modelos de negócios tenham baixo risco financeiro, o dropshipping consegue ser um empreendimento mais seguro do que o marketing de afiliados. Além disso, embora seja verdade que os programas de afiliados também eliminem a necessidade de estoques físicos, a forma de pagamento dos dois modelos é bem diferente.

O que acontece em muitos empreendimentos de marketing de afiliados é que há um número mínimo de vendas; uma meta a ser atingida antes que você possa receber o dinheiro que lucrou. Isso não acontece com as empresas que fazem dropshipping, pois elas recebem semanalmente o valor integral da compra.

Se você ainda tinha dúvidas sobre como ganhar dinheiro com o dropshipping, agora já tem uma resposta concreta.

  • O dropshipping é um bom negócio com altas margens de lucro

O lucro é, sem dúvidas, um dos fatores decisivos para empreendedores que estão buscando um novo modelo de negócios. Por isso mesmo, é importante destacar que as comissões do marketing de afiliados costumam ser relativamente baixas, sobretudo se comparadas aos lucros do dropshipping.

Com o dropshipping, você pode anunciar por R$ 25 um produto que, na verdade, custou R$ 5 – e reter um lucro considerável mesmo depois de descontados os investimentos em marketing.

Com os afiliados, no entanto, a situação é outra. Por mais que as comissões sejam calculadas como percentuais em cima do valor do produto, o valor final não leva em conta o custo que você, empreendedor, teve com as estratégias de marketing em sites e redes sociais. Isso significa que, na prática, o seu lucro final será bem menor do que aquele de uma loja de dropshipping.

  • Vender com o dropshipping é construir uma marca

Empreendedores que optam por criar sites para dropshipping estão construindo suas próprias lojas virtuais, pois fazer dropshipping significa, em última análise, construir uma marca própria. Dessa maneira, optar pelo dropshipping é também optar por investir em um empreendimento próprio e decidir o que você quer vender, para quem você quer vender e como você quer anunciar esses itens. Daqui a alguns meses ou mesmo daqui a um ano, você pode ter lucrado tanto que vai acabar decidindo que a melhor coisa a fazer é vender a marca para alguém e seguir um novo rumo.

O cenário acima parece tentador, mas infelizmente é algo impossível no marketing de afiliados. O maior problema com os programas de afiliados é que, em última análise, você está ganhando dinheiro para vender o produto (e a marca) de uma outra pessoa. Por mais que você possa criar vídeos no YouTube como parte da sua estratégia de vendas, por exemplo, é impossível vender um canal na plataforma, o que reduz consideravelmente as suas margens de lucro.

  • Controlar a marca e os anúncios significa controlar os lucros

Os sites para dropshipping conseguem ampliar suas possibilidades de vendas com as estratégias de segmentação, que redirecionam anúncios exclusivos para segmentos do público-alvo e consolidam novas fontes de lucro; os programas de afiliados, no entanto, estão enviando tráfego para um outro site, o que significa que, na verdade, não possuem muito controle sobre o processo de compra.

Com o modelo do dropshipping, é possível controlar não só o tráfego gerado como também a otimização das páginas do site, o conteúdo das páginas de produto e mesmo o template da loja.

Em outras palavras: quanto maior for o seu controle sobre a marca, maiores serão as suas chances de lucro.

Viver de dropshipping: algumas desvantagens

  • É preciso gerenciar o atendimento ao cliente

Ter controle total de um e-commerce não significa apenas controlar os lucros e as estratégias de marketing; é necessário administrar tarefas importantes e mesmo complicadas, como os canais de atendimento ao cliente. Em um programa de afiliados por clique, o número de preocupações é consideravelmente menor: afinal, tudo o que você precisa fazer é vender o produto.

Mas, antes de desistir do dropshipping, pode ser uma boa ideia considerar apps como o do Zendesk, que possui integração com a plataforma da Shopify e é um dos queridinhos de grandes empresas e lojas virtuais.

Se o Zendesk não for muito a sua praia, há ainda uma outra opção: terceirizar o serviço de atendimento ao cliente. Você pode contratar um assistente virtual ou mesmo serviços como os da A Gente Faz ou do Atendemos, que oferecem serviços de atendimento por telefone, e-mail, SMS, WhatsApp e muito mais.

Dessa forma, você terá mais tempo livre para investir em novas estratégias de marketing e também na otimização de conteúdos.

Atenção! A terceirização pode ser uma excelente aliada, mas é importante estabelecer diretrizes básicas de atendimento e orientar respostas para as perguntas mais frequentes.

Dropshipping ou marketing de afiliados: como funcionam os programas de afiliados?

Mas, afinal: o que é um programa de afiliados?

Conhecido também como marketing de afiliados, o mercado de afiliados é um modelo de negócios no qual pessoas ou lojas anunciam (e possivelmente vendem) os produtos de uma outra marca.

Você certamente já se deparou com um anúncio desse tipo: uma celebridade que veste roupas de uma marca famosa para anunciar uma nova coleção, ou um lutador que vende em sua loja oficial suplementos alimentares de uma outra marca. Atualmente, os melhores programas de afiliados estão no Instagram, disfarçados como publicações de influenciadores digitais.

A receita é simples: uma foto na qual estão marcados os perfis das lojas.

Mas como, então, ganhar dinheiro com marketing de afiliados?

A base deste modelo de negócios é, como já mencionamos, a comissão. Isso significa que as pessoas que participam de um programa de afiliados por clique recebem um percentual sobre cada venda realizada.

Benefícios de um programa de afiliados

  • Você não paga nada para se juntar aos afiliados

Muita gente se preocupa tanto em saber o que é um programa de afiliados que acaba não avaliando os prós e contras da situação.

Um dos pontos positivos mais fortes do marketing de afiliados é que os custos para começar a vender dentro desse modelo de negócios costumam ser bem baixos, pois existem poucas taxas obrigatórias.

No entanto, lojistas que optam mesmo pelos melhores programas de afiliados precisam estar cientes de que deverão se responsabilizar pelos custos de hospedagem do site e das estratégias de marketing.

Quando o assunto é como vender com o marketing de afiliados aqui no Brasil, pode ser uma boa ideia dar uma olhada nos programas de afiliados da UOL e do Hotmart.

Fonte: UOL Afiliados
  • O mercado de afiliados é uma excelente fonte de renda passiva

Já respondemos, por alto, a pergunta “como ganhar com marketing de afiliados”; no entanto, vale a pena retomar o assunto para lembrar que os programas de afiliados podem ser excelentes caminhos para empreendedores que precisam ou querem gerar renda passiva.

É claro que você precisará fazer alguns cálculos até descobrir o tipo exato de conteúdo que impulsionará as vendas; no entanto, depois de prontos, o trabalho de manutenção desses anúncios é relativamente baixo. No marketing de afiliados, afinal, a sua única preocupação é o marketing.

Você não precisa se preocupar com a criação de um novo produto; não precisa perder noites de sono pensando nos prazos de entrega e no processo de fabricação daquele novo item.

Você só precisa se preocupar em criar o anúncio perfeito.

  • Os afiliados não precisam gerenciar o atendimento ao cliente

Se analisarmos o modo como funciona o marketing de afiliados, veremos que os afiliados são responsáveis apenas por direcionar clientes em potencial até a marca responsável pelo programa de afiliados.

É um processo simples, e por isso mesmo sem grandes preocupações. Todo o processo de atendimento ao cliente, bem como as práticas de trocas e devoluções, fica por conta da marca.

Tudo o que você precisa fazer, então, é redirecionar os clientes até o site da loja.

Como funciona o programa de afiliados: alguns pontos negativos

  • Os afiliados ganham apenas um percentual por cada venda realizada

Até mesmo o melhor programa de afiliados está preso a um incontornável ponto negativo: o fato de que os pagamentos são realizados com base em uma comissão ou um percentual sobre o valor total do produto. Isso quer dizer que, mesmo se você investir R$ 100 em estratégias de marketing, pode acabar lucrando apenas R$ 50 em vendas – gerando um prejuízo considerável.

Quando discutimos o que é um programa de afiliados no início deste texto, destacamos o fato de que muitas vezes as comissões dos afiliados podem ser consideravelmente menores do que os lucros do dropshipping. A conta é simples: por mais você ganhe uma comissão de cem, duzentos ou trezentos reais, é bem provável que o valor total do produto seja bem mais alto.

Diferente do que acontece com o dropshipping, afinal, os programas de afiliados não permitem a definição personalizada dos preços – e isso significa que você pode perder uma venda por falta de negociação ou simplesmente não conquistar clientes em potencial que acham o valor anunciado muito elevado para o mercado.

Fonte: Associados Amazon
  • Os pagamentos das comissões podem sofrer atrasos

Na batalha do marketing de afiliados vs dropshipping, o perdedor muitas vezes é o afiliado que precisará enfrentar verdadeiros desafios para conseguir gerenciar seus rendimentos.

A triste realidade se dá pelo fato de que, muitas vezes, as marcas presentes no mercado de afiliados acabam sendo marcas sem grande credibilidade no mercado, o que pode gerar um atraso no pagamento das comissões.

É claro que existem marcas extremamente confiáveis no mundo do marketing de afiliados; contudo, também existem aquelas que estão em processo de falência ou que não tiveram um bom semestre de vendas, e isso tudo se reflete na relação com os afiliados. E é importante lembrar que se por acaso a marca realmente for à falência, os afiliados perderão todo o dinheiro que investiram até aquele momento – uma realidade incerta, que não está presente na rotina das empresas que fazem dropshipping.

  • É possível ignorar o link dos afiliados para realizar a compra

Se você não usar um app para encurtar a URL dos produtos, os clientes só precisam passar o mouse pelo ícone exibido para descobrir que se trata de um link proveniente do marketing de afiliados – e muitos deles acabarão pensando que talvez seja mais caro comprar por aquele link do que comprar diretamente com a loja.

É verdade que, em muitas situações e para muita gente, o marketing de afiliados vale a pena; no entanto, a grande maioria dos clientes em potencial dos mais diversos nichos simplesmente não sabe que os afiliados recebem apenas uma pequena comissão a cada venda realizada. E quando esses clientes decidem acessar manualmente o site da marca e ignorar o seu link, a loja lucra 100% do valor da compra… E você acaba perdendo dinheiro.

Infelizmente, muita gente desconfia do mercado de afiliados porque acredita que a coisa toda não é mais do que uma enganação; uma perda de tempo e de dinheiro. Nós sabemos que isso não é verdade mas, ainda assim, não há como negar que os sites para dropshipping conseguem transmitir uma sensação de confiança e credibilidade que os links de afiliados simplesmente não conseguem.

Is affiliate marketing profitable

  • Os afiliados não controlam os produtos e nem os preços

Quando definimos o que é um programa de afiliados, alertamos para o fato de que é um modelo de negócios no qual você, lojista, exerce pouquíssimo controle.

De fato, você não poderá controlar a aparência, a descrição ou mesmo o preço do produto que está anunciando, e o mesmo vale para o processo de acompanhamento após a realização da compra.

Por mais que seja um cenário positivo para alguns afiliados, a verdade é que mesmo os melhores programas de afiliados simplesmente não funcionam para todos os empreendedores – especialmente para aqueles que desejam exercer um controle maior sobre o que estão anunciando e não estão dispostos a restringir suas estratégias de marketing. Vale lembrar que, nos programas de afiliados por clique, os afiliados trabalham de acordo com condições de sigilo que podem atrapalhar o resultado final dos anúncios.

Viver de dropshipping ou adotar o melhor programa de afiliados?

Apesar das muitas diferenças, tanto o marketing para afiliados como os sites para dropshipping são excelentes canais para gerar tráfego relevante e excelentes campanhas de marketing.

Destacamos alguns dos pontos negativos do marketing de afiliados, mas a verdade é que é possível sim ganhar dinheiro com este modelo de negócios. Aliás, se você já trabalha como afiliado e está satisfeito com os resultados que está gerando, melhor ainda! Continue otimizando as suas estratégias de marketing e considere a possibilidade de incluir uma loja virtual no seu site para impulsionar ainda mais os lucros.

A inclusão de uma loja virtual pode ser um passo importante para o marketing de afiliados. Se você trabalha com o programa de Associados da Amazon, por exemplo, pode começar a incluir alguns itens de dropshipping na sua própria loja virtual.

Lembre-se: você já possui um público-alvo fidelizado. Por que não aproveitar e tentar lucrar um pouquinho mais? Há espaço para crescimento até mesmo no melhor programa de afiliados.

Vale lembrar ainda que montar uma loja virtual não é um bicho de sete cabeças. Você precisará apenas se concentrar nas descrições de produto e, claro, na escolha dos itens que deseja vender. Não se esqueça de dar um cuidado especial ao gerenciamento dos pedidos, às estratégias de marketing e aos canais de atendimento ao cliente.

Agora que você já sabe tudo sobre marketing de afiliados, sabe também que é um modelo de negócios complicado, com chances escassas de grandes rendimentos.

Como trabalhar com marketing de afiliados significa também depender de uma outra marca para gerar lucros, o resultado final nem sempre é um totalmente positivo. Por isso mesmo, pode ser uma boa ideia considerar a inclusão de uma loja virtual ao seu site de afiliado. Dessa forma, você pode continuar a investir nos programas de afiliados e, ao mesmo tempo, aumentar as suas chances de lucro.

Se você ainda está um pouco reticente com a possibilidade do dropshipping, o nosso melhor conselho é: tente. Afinal, não custa nada tentar.

Você não precisa criar uma loja virtual imensa, com dezenas de produtos. Escolha um ou outro e vá testando as águas, com calma.

Temos, enfim, um vencedor: o dropshipping

Sim, meus caros: é possível viver de dropshipping.

Aliás, tem gente por aí ganhando 800 mil dólares – uma baita resposta para quem quer saber como ganhar dinheiro com dropshipping.

É verdade que o marketing de afiliados é um excelente modelo de negócios, repleto de possibilidades e histórias de sucesso; além disso, os programas de afiliados por clique contam com inúmeras vantagens.

No entanto, as desvantagens deste modelo de negócios são graves e podem gerar prejuízos altíssimos.

Mas isso não quer dizer que você precisa abandonar os seus investimentos como afiliado: apenas que pode ser uma boa ideia incluir uma loja virtual ao seu site e começar a investigar como trabalhar com dropshipping.

Uma loja de dropshipping, quando aliada ao marketing de afiliados, pode trazer um fluxo constante de renda. Os motivos para isso são vários:

  • Numa loja virtual, você pode definir os preços dos produtos, que geralmente são mais altos do que as comissões de afiliados;
  • Os lucros de um lojista que pratica o dropshipping costumam ser consideravelmente maiores do que os lucros de um afiliado;
  • As chances de criar uma campanha realmente bem-sucedida são enormes (para não falar da possibilidade de criar um conteúdo viral);
  • Você pode usar a sua experiência para criar o melhor programa de afiliados do seu nicho;
  • O fluxo de tráfego de uma loja virtual é constante, sobretudo depois da fidelização dos clientes;
  • O valor dos produtos de dropshipping costuma ser baixo, o que potencializa a margem de lucros da loja;
  • Você terá muito mais tempo para gerenciar e otimizar a loja e as estratégias de publicidade;
  • Uma loja virtual significa uma marca própria e possibilidades aumentadas de lucro com novas estratégias de marketing;
  • Você pode lançar um produto com a certeza de que ele venderá bem.

Como ganhar dinheiro com dropshipping? Primeiros passos

Falamos muito, mas muito mesmo sobre este modelo de negócios – mas ainda não esclarecemos como trabalhar com dropshipping.

O motivo para isso é simples: com o Oberlo, abrir uma loja de dropshipping é coisa rápida e pode até ser de graça. Basta criar uma conta e começar a escolher os produtos disponíveis no nosso app.

E se você ainda está querendo saber como ganhar dinheiro com dropshipping, garantimos que o investimento inicial realmente é zero. Com o nosso plano Starter, você pode começar a vender na sua loja virtual sem precisar pagar nada por isso.

O plano Starter também permite:

  • Importar itens para a loja virtual com apenas um clique;
  • Processar pedidos de clientes em poucos segundos;
  • Gerar rendimentos consideráveis;
  • Definir valores próprios para a loja e potencializar as margens de lucro;
  • Conversar com outros empreendedores da nossa comunidade;
  • E muito mais.

Você pode começar a vender com o dropshipping hoje mesmo!

Quer saber mais?

Quer saber mais sobre o marketing de afiliados? Ficou com alguma dúvida sobre o programa de afiliados por clique ou sobre o dropshipping? Fale com a gente pelos comentários abaixo.

Nós usamos cookies para melhorar o desempenho do site e criar uma experiência de navegação totalmente exclusiva. Se você aceitar navegar pelo nosso site, estará aceitando também a nossa política de privacidade.