Guia do e-mail marketing: uma lista de dicas certeiras

email-marketing-800x470-c

Para se dar bem em iniciativas de e-commerce é preciso ter uma estratégia de marketing fora do comum – mas, com tantos canais diferentes por aí hoje em dia, pode ser difícil analisar quais são os melhores para a sua loja. Para ajudar você nessa tarefa, este artigo mostrará alguns dos aspectos mais importantes do e-mail marketing.

Se você clicou neste artigo deve estar se perguntando, “O que o é e-mail marketing?”. Ou talvez você até já saiba o que é, mas está tentando imaginar as vantagens de usar essa estratégia. Quem sabe você só quer algumas dicas úteis sobre o e-mail marketing para ajudar a reforçar uma campanha que você já implementou na sua loja… O que importa, no entanto, é saber que essa estratégia pode fazer maravilhas para reforçar as vendas e aumentar o tráfego do seu site. E este guia prático traz uma série de ferramentas de e-mail marketing para ajudar a atingir esses resultados.

Porém, antes de discutirmos em detalhes as melhores estratégias de e-mail marketing para e-commerce, vamos explorar o que é essa estratégia e como ela funciona. Em seguida, veremos as etapas que devem ser seguidas durante o lançamento de uma campanha para que você possa atingir os melhores resultados possíveis. Vamos lá!

O que é o e-mail marketing?

O e-mail marketing pode ter muitas formas, mas a sua proposta básica é enviar conteúdo diretamente para as caixas de entrada dos clientes (sejam eles clientes existentes ou em potencial) com o objetivo de aumentar as vendas. Normalmente, a sua lista de e-mails é composta por pessoas que visitaram o seu site e forneceram, voluntariamente, seus endereços de e-mail.

Qualquer que tenha sido o caminho percorrido pelo cliente, vale lembrar que existem inúmeras formas de fazer uma lista de e-mail crescer e muitos tipos de e-mails que podem ser incorporados à sua campanha. E, para facilitar o processo de gerenciamento da lista de e-mails e o gerenciamento de campanhas, você pode usar sistemas como o MailChimp e MadMimi. Eles oferecem ótimos modelos e facilitam o acompanhamento de várias iniciativas simultâneas de e-mail.

Se você ainda está na dúvida sobre o que leva os empreendedores do e-commerce a decidirem usar o e-mail em suas campanhas de marketing, pense nisto: o ROI que pode ser atingido com o e-mail marketing é simplesmente enorme. Praticamente todos os profissionais consideram o e-mail marketing o canal mais eficaz para gerar receita – e vale lembrar que a taxa média de conversão é de 69%, bem maior do que aquela encontrada nas redes sociais e nos canais físicos. E isso acontece porque as pessoas que entram na sua lista de e-mails já têm interesse nos seus produtos e na sua marca. Ou seja, caso você ainda não tenha incluído o e-mail marketing no seu plano de negócios, não perca mais tempo.

Vamos então explorar os passos necessários para criar uma campanha de e-mail marketing.

Pontos básicos do e-mail marketing

Selecione um provedor de e-mail

Existem muitas ferramentas que podem ser utilizadas em uma estratégia de e-mail marketing, e os provedores de serviços de e-mail podem ser especialmente úteis. Com processos automatizados, eles fornecem ferramentas de e-mail marketing que podem enviar literalmente milhões de e-mails diariamente. Veja abaixo outras razões para usá-los:

  •     Monitoramento da taxa de rejeição de e-mails: esta é uma das métricas mais importantes para garantir uma boa reputação. Taxas de rejeição dependem da qualidade da sua lista de e-mails, e endereços antigos e inválidos que rejeitam o envio não devem mais ser usados. Idealmente, o seu provedor de serviços de e-mail marketing deve ajudar a identificar estes e-mails com problemas, o que ajudará a manter a taxa de rejeição mais baixa.
  •     Receptividade de e-mails: um provedor de e-mail tem uma taxa de receptividade maior em comparação ao envio manual de e-mails, um fato que colabora para o sucesso das campanhas de e-mail, o que por si só já é uma boa razão para usar estes serviços.
  •     Compatibilidade com dispositivos móveis: numa pesquisa recente da Hubspot, 80,8% dos usuários afirmaram que leem e-mails em dispositivos móveis – o que significa que um formato de e-mail compatível com dispositivos móveis é crucial para as suas campanhas de e-mail marketing. Usar modelos de e-mail responsivos, que se adaptem ao tamanho da tela do assinante, vai garantir que ele veja exatamente o que você quer. Quando estiver procurando ferramentas de e-mail marketing para a sua empresa, preste atenção à usabilidade, interatividade e formatação dos modelos oferecidos pelos provedores de serviços de e-mail.
  •     Relatórios abrangentes de vendas em campanhas de e-mail: para que valha a pena usar os serviços de um provedor, ele deve apresentar recursos de análise relevantes no painel da conta, incluindo relatórios abrangentes de vendas. Esses relatórios facilitam o acesso às informações e o gerenciamento das mesmas. Ao elaborar estratégias neste ou em qualquer outro canal de marketing, é essencial tomar decisões baseadas nos dados.
  •     Muitos provedores de e-mail oferecem períodos de avaliação gratuita, o que significa que você não tem nada a perder ao experimentar plataformas diferentes. Aproveite essa possibilidade para compreender melhor como e-mail marketing pode funcionar para a sua empresa.

Use um endereço de e-mail profissional

Endereços de e-mail de domínio gratuito, como Gmail, Yahoo, AOL e Hotmail são feitos para uso pessoal, não para fins comerciais. Campanhas de e-mail marketing com estes endereços não passarão na autenticação da política DMARC, e muitos deles não chegarão aos seus destinatários. Clique aqui se quiser saber mais sobre a política DMARC.

A solução, muitas vezes, é enviar campanhas de e-mail do seu próprio domínio, por exemplo, @minhaloja.com.br. Dessa forma, os assinantes e os filtros de spam e de autenticação DMARC identificarão claramente quem você é. Isso também dá um ar mais profissional à sua iniciativa de e-commerce e tranquiliza os clientes, pois mostra que você representa uma empresa legítima. Fale conosco para saber como criar endereços de e-mail profissionais de varejistas da Shopify. Este é um passo essencial para entender de verdade como o e-mail marketing funciona.

Construa uma lista saudável de assinantes

Seja qual for a estratégia de e-mail marketing utilizada, vale lembrar que ela será mais eficaz se você tiver uma lista saudável de contatos. E o que é uma lista “saudável”?

Bom, é aquela lista cheia de contatos que conhecem a sua loja, optaram por entrar na sua lista de e-mail marketing recentemente (nos últimos 6 meses) e ainda estão envolvidos com a sua marca. Isso é importante para conseguir boas taxas de abertura, cliques e conversão nas suas campanhas. Ter uma lista de e-mails de qualidade também manterá as suas taxas de rejeição baixas, para que você não fique com uma reputação negativa de “spammer”.

Quanto ao spam, se a sua lista de contatos for composta por pessoas que assinaram a sua newsletter, não há com que se preocupar. Seus assinantes confirmaram que querem receber os seus e-mails, o que significa que essas mensagens não serão consideradas spam. E se algum deles não quiser mais receber os seus e-mails, basta sair da lista. Esse é só um dos muitos recursos disponibilizados pelos provedores de serviços que facilitam o gerenciamento de listas de e-mails.

Atualizar a lista de assinantes de um e-commerce é uma tarefa infinita: ela sempre terá uma certa quantidade de endereços antigos, porque as pessoas trocam de e-mail o tempo todo, pelas mais diversas razões, como mudanças de emprego e de sobrenome. Os assinantes também podem perder o interesse depois de alguns meses. Não se esqueça de que uma lista pequena de e-mails de qualidade é melhor do que uma lista enorme com taxas de rejeição altíssimas. Um exemplo disso é a Hubspot, que excluiu 250 mil assinantes da sua própria lista de e-mails para ter uma taxa de receptividade melhor.

Dicas certeiras para o e-mail marketing

Agora que cobrimos o básico, esta seção do guia de e-mail marketing mostrará uma série de dicas práticas sobre a frequência de e-mails, as linhas de assunto e o visual de um e-mail; também mostraremos como o design interativo afeta as suas campanhas. Estas informações ajudarão a elevar o nível da sua estratégia de e-mail marketing.

Planeje a frequência da comunicação na sua estratégia de e-mail marketing

Antes de lançar sua campanha de e-mail marketing, pense na frequência com que você gostaria de se comunicar com os seus clientes. Eles já recebem seus e-mails transacionais, então é preciso planejar com cuidado suas futuras tentativas de contato. Abordar os clientes sem nenhuma estratégia costuma ser uma péssima estratégia, pois alguns deles já recebem e-mails demais e outros podem achar que você manda poucos e-mails e com um intervalo de tempo grande demais entre eles.

Ao decidir sobre a frequência dos e-mails que envia, pense nas seguintes questões:

Quantas newsletters promocionais você deveria enviar aos seus clientes em um mês?

Você pretende enviar novas coleções ou apenas anúncios sobre vendas?

Que outros tipos de e-mails você poderia enviar?

Você quer fazer um único e-mail de boas-vindas ou uma série deles?

Que tal criar e-mails de recuperação e reativação de carrinhos de compra?

Planeje a cadeia inteira da comunicação por e-mail – e não se esqueça de explorar as ferramentas de e-mail marketing que o seu provedor de serviços oferece para determinar a frequência do envio.

Para evitar que os clientes percam o interesse, tente enviar uma newsletter pelo menos uma vez por mês; no entanto, também pode ser uma boa ideia ser conservador em relação à frequência de envio das suas campanhas. Se você criar campanhas de envio diário de e-mails, por exemplo, a sua taxa de cancelamento de assinatura pode aumentar.

Uma sugestão para a frequência de novas campanhas de newsletters é enviar um e-mail a cada duas semanas, com outras campanhas de e-mail em paralelo para ocasiões especiais como o Dia das mães, Dia dos Namorados e Natal. Estes tipos de campanha costumam funcionam melhor do que o envio de e-mails promocionais genéricos; além disso, as pessoas tendem a gastar dinheiro nos feriados, então use estas datas com sabedoria e planeje suas campanhas com antecedência. Aqui está um calendário do varejo para 2018; use-o para o seu planejamento.

Por último, é importante lembrar que uma comunicação consistente por e-mail permite construir relações fortes com o seu público – mas é importante acertar no equilíbrio em relação à frequência dos e-mails das campanhas.

Experimente linhas de assunto diferentes

Outro aspecto essencial para dominar a arte de uma boa estratégia de e-mail marketing é a linha de assunto. É preciso fazer experiências até acertar o tom, pois as linhas de assunto para e-mails promocionais são um dos tópicos mais controversos entre os profissionais. Existem muitas opiniões diferentes sobre o que funciona melhor. A verdade, no entanto, é que não há uma fórmula única para criar a linha de assunto perfeita e cada marca precisa encontrar sua própria forma de ser notada nas caixas de entrada dos clientes.

Veja abaixo algumas diretrizes gerais:

  •     Manter a linha de assunto com menos de 50 caracteres;
  •     Tentar ser engraçado, cativante ou chamativo;
  •     Usar emojis de vez em quando é ótimo – mas não precisa exagerar;
  •     Incluir um prazo ou desconto;
  •     Não usar letras maiúsculas na linha de assunto;
  •     Não usar muitos pontos de exclamação;
  •     Sempre usar um pré-cabeçalho, que é a linha que os destinatários veem logo depois da linha de assunto.

O resto depende de tempo e sorte. Experimente campanhas diferentes de e-mail marketing e você entenderá melhor como tudo funciona depois de algumas tentativas.

Dê atenção extra ao seu botão de chamada à ação

Nesta seção da lista de dicas, veremos qual é a importância de um bom botão de chamada à ação, pois o fato é que as pessoas raramente leem o conteúdo inteiro de um e-mail. Elas tendem a passar os olhos rapidamente sobre o texto e clicar no botão grande e chamativo. Ou seja, a parte mais importante da newsletter, e das campanhas de e-mail marketing em geral é o botão de chamada à ação.

Quanto ao estilo, chamadas à ação baseadas em texto costumam funcionar melhor. Além disso, a chamada à ação deve ser curta e conter palavras de ação, como “Loja”, “Comprar” e coisas do tipo. É uma boa ideia personalizar a mensagem, usando termos como “Quero ver”, “Vamos lá” ou “Eu quero!”.

Não se esqueça dos elementos visuais

Agora que você já sabe como construir uma boa campanha de e-mail marketing, chegamos ao ponto do guia em que vamos falar sobre o componente visual do e-mail marketing. Há quem prefira e-mails com muitos elementos visuais atraentes, mas, na verdade, os e-mails mais simples convertem melhor. Não é aconselhável ignorar o visual ao criar a sua estratégia de e-mail marketing, mas também não é preciso dar atenção demais à estética. O melhor é encontrar um equilíbrio entre os dois extremos. Não se esqueça de fazer seus botões de chamada à ação baseados em texto, para que alguém que não veja as imagens ainda possa entender o e-mail. Também é importante que eles sejam legíveis e responsivos. Aqui estão mais algumas orientações técnicas para levar em conta na aparência dos seus e-mails:

  •     Seus e-mails promocionais são parte da identidade da sua marca, portanto o design deles deve seguir as cores da sua marca. Não se esqueça de usar o seu logotipo!
  •     Use um botão claro de chamada à ação para manter o design simples;
  •     Não use texto demais. Este não é o lugar para um artigo com centenas de palavras. Mesmo se tiver muitos produtos ótimos para venda, apresente só aqueles que são relevantes para os seus assinantes;
  •     Faça com que o e-mail seja simples de ler e entender. Agrupe as informações, use títulos de seção claros e negritados e crie parágrafos curtos, com marcadores;
  •     Pense nas melhores fontes para e-mails. Se a fonte for pequena ou sofisticada demais e a cor não se destacar do fundo, seus assinantes não poderão ler a newsletter;
  •     Deixe espaço vazio o suficiente para destacar os aspectos principais do seu e-mail. O espaço branco melhora a legibilidade do texto e destaca os elementos da newsletter;
  •     Não se esqueça de escolher designs relevantes para o tópico e imagens de alta qualidade. Pode acreditar, eles desempenham um papel importante no engajamento com o seu público.

Normalmente, os editores de e-mail já oferecem modelos personalizáveis. Os modelos cuidam do lado técnico das coisas para você, então são especialmente úteis para principiantes.

Inclua campanhas interativas de e-mail na sua estratégia

Esta seção do guia trata dos elementos interativos que podem ser acrescentados aos seus e-mails. Tente usá-los na sua estratégia de e-mail marketing, pois eles ajudam a manter o interesse do seu público. Hoje em dia a tecnologia permite enviar vídeos, GIFS animados e muito mais, tudo dentro do corpo do e-mail – e estes detalhes extras trazem resultados fantásticos. Incorporar vídeos ao corpo do texto, por exemplo, aumenta a chance de cliques e de conversão, pois assistir a vídeos é um dos maiores vícios de compartilhamento entre pessoas e marcas.

Automatize os e-mails

Os e-mails automatizados fazem toda a diferença no e-mail marketing para e-commerce, pois podem ganhar dinheiro para a sua loja enquanto você dorme! Basta configurá-los uma vez e então ver o aumento das vendas. Aqui estão os quatro melhores tipos de e-mail para enviar:

  •     E-mails de boas-vindas ou séries de e-mails a novos assinantes. Estes e-mails rendem 9 vezes mais transações do que newsletters promocionais e convertem os seus assinantes em clientes. Na verdade, 74,4% dos clientes afirmam que esperam receber um e-mail de boas-vindas. Não os decepcione: aproveite a oportunidade para mostrar que aquele cliente é importante ofereça um desconto para a primeira compra. Clique aqui para ver mais ideias para e-mails de boas-vindas.
  •     E-mail de carrinho abandonado ou uma série de e-mails desse tipo. Estes são e-mails altamente personalizados, enviados automaticamente depois que um cliente abandona o carrinho de compras. E-mails desse tipo mostram os itens abandonados com imagens, preços e descrições – e têm um grande potencial de recuperação de receita perdida, de modo que este fluxo automatizado pode ser inestimável! Inspire-se nestes exemplos de e-mails de carrinhos abandonados bem-sucedidos para criar o seu.
  •     E-mail de acompanhamento depois de uma compra são ótimos para convidar clientes a curtirem o perfil da marca nas redes sociais, oferecer um desconto em uma próxima compra, enviar recomendações de venda promovida e muito mais. Sinta-se livre para usar a sua criatividade.
  •     Por fim, envie um e-mail de reativação ou uma série deles. Estes e-mails são enviados a clientes que não compram na sua loja há algum tempo. Os e-mails de reativação costumam usar estímulos como entrega gratuita ou descontos pessoais. Na maioria dos casos, a mensagem é alguma variação de “Sentimos sua falta, por favor, volte”.

Acompanhe os resultados da sua estratégia de e-mail marketing

Nossa última dica é sobre como monitorar os resultados das suas campanhas. Após lançar uma campanha, monitore o que funcionou e o que não funcionou – só assim você poderá saber o que pode ser aprimorado para melhorar a receptividade.

metricas

Veja abaixo as métricas mais importantes para um e-commerce:

  •     Taxa de abertura (a média do mercado é de 16,92%);
  •     Taxa de cliques (a média do mercado é de 2,61%);
  •     Valor em vendas (a média de receita por e-mail promocional é de US$ 0,02);
  •     Taxa de rejeição (a média do mercado é de 0,27%);
  •     Taxa de cancelamento de assinatura (a média do mercado é de 0,21%).

Sempre preste atenção aos relatórios quando estiver escolhendo ferramentas de e-mail marketing. Ter relatórios de vendas e mapas de cliques gerados a cada campanha de e-mail ajudará você a aprender mais rápido e entender o que funciona para os seus clientes.

Resumo do guia de e-mail marketing

Nesta lista de dicas certeiras para e-mail marketing no e-commerce, você aprendeu quais são as vantagens do e-mail marketing e viu muitas dicas para impulsionar suas campanhas. Se integrar estas informações na sua estratégia de e-mail marketing, você já estará em vantagem em relação à concorrência.

Então, resumindo os pontos principais deste artigo: lembre-se de prestar atenção aos seus botões de chamada à ação e linhas de assunto. Não sobrecarregue o e-mail com texto demais e seja estratégico em relação à frequência dos e-mails. Use provedores de e-mail profissionais, pois isso ajudará a facilitar o processo – além de colocar à sua disposição ótimos modelos para criar campanhas de e-mail imbatíveis. Por último, preste atenção às taxas de abertura, cliques, rejeição e cancelamento de assinatura para entender o desempenho de uma campanha.

Agora você tem em mãos as ferramentas de e-mail marketing de que precisa para começar a experimentar! Afinal de contas, a melhor maneira de aprender algo no e-commerce é na prática. Pode ter certeza de que o e-mail marketing oferece um dos melhores ROIs possíveis, portanto você não terá muito a perder ao experimentar estratégias diferentes. Caso tenha questões mais específicas depois de começar, há uma infinidade de listas compiladas com dicas de e-mail marketing no nosso blog. Com todos esses recursos úteis e um pouco de determinação e criatividade, você já tem meio caminho andado.

Quais estratégias de e-mail marketing funcionaram melhor para o seu de e-commerce? Conte para a gente na seção de comentários logo abaixo!

Quer saber mais?

Vem para o Oberlo

Venha para o Oberlo e ganhe uma conta no plano Starter.

Assine agora mesmo

Nós usamos cookies para melhorar o desempenho do site e criar uma experiência de navegação totalmente exclusiva. Se você aceitar navegar pelo nosso site, estará aceitando também a nossa política de privacidade.