Dropshipping nacional ou Oberlo: qual é mais lucrativo?

Se você decidiu entrar no mundo do e-commerce, provavelmente chegou aqui por dois motivos: ou já tem alguma experiência como empreendedor e está buscando um novo desafio, ou então está atrás de um jeito de ganhar dinheiro.

O problema é que, no meio de tantos anúncios, sites e conteúdos, esqueceram de avisar que o caminho para o sucesso é mais complicado do que parece.

Você precisa cultivar uma marca; gerenciar o atendimento aos clientes; encontrar produtos que estejam em alta; fazer com que os seus anúncios cheguem até os clientes ou o público-alvo desejado; investir nas redes sociais e torcer para que o seu conteúdo não seja sugado pelo buraco negro dos algoritmos; lidar com trocas e devoluções; e, ao final do dia, torcer para não entrar no vermelho.

Pois é, empreender não significa sair por aí investindo em start-ups ou lucrando muito da noite para o dia; para muita gente, empreender significa gerar renda, oferecer produtos e serviços, e, se tudo der certo, ir dormir sabendo que os seus clientes estão satisfeitos.

O grande barato do mundo do e-commerce é a liberdade para empreender de várias maneiras diferentes – e uma delas é fazendo dropshipping no Brasil.

Neste artigo, vamos conversar sobre o que é dropshipping e como o Oberlo pode ajudar você nesse empreendimento.

Para isso, vamos mostrar como trabalhar com dropshipping (e onde você pode encontrar fornecedores para dropshipping).

Vamos começar?

O que é dropshipping?

O dropshipping é um modelo de negócios para e-commerce que elimina a necessidade de estoque físico. Na prática, a coisa funciona da seguinte maneira:

Você, empreendedor, abre uma loja virtual de camisetas – só que, em vez de ter que investir uma quantia significativa logo de cara para fabricar uma quantidade mínima de produtos e precisar alugar um espaço físico de estoque, você firma uma parceria com fornecedores para dropshipping.

Esses fornecedores brasileiros (ou estrangeiros) são fabricantes que podem produzir as camisetas por um preço mais baixo e armazenar os itens para você. Eles também ficam responsáveis pelo envio do produto para o cliente final.

Enquanto lojista, então, você só precisa abrir uma loja virtual e se concentrar em vender o produto. Quando o seu cliente realizar uma compra, você encaminhará o pedido para o fornecedor – e ele ficará encarregado de produzir e enviar o item.

Vejamos, rapidamente, as principais vantagens deste modelo de negócios:

Baixo investimento inicial

A principal vantagem é também a mais óbvia: como a estocagem de produtos fica por conta dos fornecedores (sejam eles fornecedores brasileiros ou não), você não precisará investir no aluguel de um espaço físico para estocar os produtos.

Na verdade, para começar a vender com o dropshipping nacional, você só precisa montar uma loja virtual, encontrar os fornecedores nacionais com os quais deseja trabalhar, escolher os produtos e pronto: começar a vender.

Risco mínimo de prejuízo

Com o dropshipping, você paga apenas pelos produtos que de fato vender. Isso significa que você não precisa comprar altíssimas quantidades de um produto com os seus fornecedores de dropshipping nacional só para descobrir que aquele item simplesmente não está vendendo tão bem quando se esperava.

Já parou para pensar no prejuízo que as lojas especializadas em fidget spinners tiveram? Pois é. Só se salvou quem já trabalhava com o dropshipping.

Foco nas tarefas que realmente importam

Como a fabricação e o envio dos produtos ficam por conta dos fornecedores de dropshipping nacional, você, o lojista, acaba tendo mais tempo para se concentrar nos outros aspectos importantes de um e-commerce: criação e implantação estratégias de marketing, manutenção das redes sociais, gerenciamento dos canais de atendimento ao cliente e muito mais.

Além disso, o dropshipping é ideal para empreendedores que não querem ficar presos à rotina monótona de um escritório, já que basta um computador ou um smartphone para gerenciar a loja e conversar com os clientes.

O seu sonho é ser um nômade digital? Então já sabe por onde começar.

Se você gostou da ideia de trabalhar com o dropshipping, deve estar com a cabeça cheia de perguntas: Como posso vender com o dropshipping no Brasil? Como fazer dropshipping nacional? E onde fazer dropshipping nacional? Posso encontrar fornecedores de dropshipping no Brasil?

Nós vamos discutir tudo isso (e muito mais) aqui embaixo.

Dropshipping nacional

Quando o assunto é dropshipping nacional, onde encontrar fornecedores para dropshipping nacional e como vender dentro desse modelo de negócios, muita gente fica desconfiada: tem aqueles que dizem que o dropshipping é ilegal no Brasil; outros afirmam que tudo não passa de um esquema para ganhar dinheiro, e por aí vai.

Vamos, primeiro, esclarecer esses dois pontos tão importantes:

  • Não, o dropshipping não é uma prática ilegal no Brasil. Se você está pensando em trabalhar com o dropshipping nacional ou com fornecedores de dropshipping no Brasil, pode respirar sossegado. Na verdade, o dropshipping é uma prática bem comum no Brasil – e você provavelmente já deve ter comprado com o dropshipping sem nem se dar conta, pois sites como o Ponto Frio, a Shoptime e as Lojas Americanas já usam o modelo há bastante tempo.
  • No entanto, como empreendedor, é sua obrigação conhecer as regulamentações locais e regionais, saber quais são os requisitos para certificar a sua loja e, claro, estar em dia com as contribuições fiscais; o mesmo, aliás, vale para os fornecedores brasileiros que estão querendo saber como fazer dropshipping nacional.
  • O dropshipping também não é só um esquema para ganhar dinheiro. Como falamos ali em cima, algumas das maiores marcas do mercado brasileiro já utilizam o dropshipping; além disso, a prática pode ser enquadrada dentro do que o mercado chama de “intermediação de negócios”: o lojista, portanto, atua como um agente que possibilita a compra, conectando clientes a produtos e serviços.

Mas… O que é dropshipping nacional?

O dropshipping nacional, portanto, nada mais é do que a prática do dropshipping realizada exclusivamente em terras brasileiras.

Isso significa que, ao abrir a sua loja virtual, você não só delimitará um público-alvo localizado dentro do Brasil (ou então que tenha um poder aquisitivo em reais ou que tenha o português brasileiro como primeira língua), mas também trabalhará apenas com fornecedores nacionais, escolhendo os produtos que esses fornecedores já possuem em seus catálogos.

Vantagens do dropshipping nacional

Trabalhar exclusivamente com fornecedores brasileiros e apenas no mercado brasileiro pode ser especialmente vantajoso se você está pensando em comercializar produtos locais ou bens de consumo imediato, já que os prazos de entrega estarão sempre a seu favor.

Além disso, você pode buscar fornecedores brasileiros que trabalhem com valores similares aos da sua marca, algo que certamente agradará clientes de determinados nichos.

Clientes que buscam sapatos veganos, por exemplo, gostarão de ver uma marca sustentável trabalhando em parceria com fornecedores nacionais que utilizam materiais veganos em seus produtos.

Problemas do dropshipping nacional

Se você está querendo saber como fazer dropshipping nacional, aqui vai a receita mais simples: abrir uma loja virtual e encontrar um bom fornecedor. Simples, mas nem tão simples assim.

Abrir uma loja virtual é o menor dos seus problemas, até porque com a Shopify você pode configurar um site inteiro em pouquíssimo tempo, mesmo se não souber nada de programação e informática.

O problema mesmo está em encontrar fornecedores confiáveis para dropshipping; em conseguir lucrar; e em encontrar os produtos que você realmente quer vender.

Número limitado de fornecedores de dropshipping nacional

Por mais que seja uma prática bastante comum entre marcas já estabelecidas no país, o dropshipping ainda é visto com certa desconfiança no Brasil – e não só por clientes e empreendedores.

O número de fornecedores de dropshipping no Brasil disposto a trabalhar com lojas de pequeno e médio porte é bem baixo, até porque muitos não gostam da ideia de se responsabilizarem pelo envio dos produtos e personalizarem a embalagem com o logotipo de outra marca.

Além disso, quem quer saber onde fazer dropshipping nacional costuma ter grandes dificuldades para encontrar fornecedores confiáveis. Vale lembrar, afinal, que dentro desse modelo de dropshipping nacional é o próprio empreendedor que precisa encontrar, sozinho, fornecedores de dropshipping.

Se o seu objetivo é trabalhar exclusivamente com os fornecedores nacionais, lembre-se de sempre conferir a reputação da fábrica e de verificar se ela está devidamente regulamentada no mercado brasileiro. Se você preferir, também pode contratar a ajuda de um advogado para firmar um contrato formal entre os envolvidos.

Pouca diversidade de produtos (ou produtos de baixa qualidade)

O número limitado de fornecedores nacionais tem, como reflexo, um outro problema bastante grave: a pouca diversidade de produtos no mercado.

Se você está criando uma loja de dropshipping para vender produtos exclusivos, que acompanham as tendências do Instagram ou a moda das celebridades internacionais, pode esquecer.

Com fornecedores nacionais, as lojas que fazem dropshipping no Brasil acabam tendo que trabalhar com itens mais tradicionais: camisetas de cor inteira, calças básicas, bijuterias convencionais e por aí vai.

No entanto, mesmo que você esteja disposto a trabalhar com um catálogo menos ousado de produtos, ainda pode encontrar um outro problema: descobrir que os produtos desses fornecedores nacionais para dropshipping na verdade são de baixa qualidade.

Pode ser apenas uma costura meio torta nas roupas; um tingimento meio estranho nas bolsas; ou um couro sintético para sapatos que simplesmente não aguenta uma chuva sequer. Por mais que a baixa qualidade dos produtos não fique aparente logo de cara, é algo que certamente incomodará os seus clientes.

Uma maneira de evitar surpresas desagradáveis é encomendar, com os seus fornecedores de dropshipping, algumas amostras dos produtos que você está pensando em vender na sua loja – e, de quebra, encomendar produtos similares dos seus concorrentes. Dessa forma, você poderá determinar se o produto que será vendido na sua loja tem ou não condições de sobreviver no mercado.

Forte concorrência

O dropshipping nacional ainda enfrenta uma concorrência direta com o varejo mais tradicional – sobretudo porque marcas como as Lojas Americanas e o Walmart atualmente fazem uso dos dois modelos de negócios: enquanto usam o varejo para venderem seus produtos nas lojas físicas, usam a internet para venderem com o dropshipping.

Isso significa que, no final das contas, é uma questão de marca versus marca. Por mais que você invista em um nicho lucrativo e confiável, precisará não só lidar com possíveis produtos de baixa qualidade e com fornecedores de dropshipping de reputação suspeita, mas também precisará criar uma estratégia de marketing capaz de mostrar que a sua pequena marca é tão confiável quanto essas gigantes que já estão no mercado há décadas.

E fazer isso pode custar muito dinheiro; talvez muito mais do que você, empreendedor de uma loja recém-inaugurada, possa gastar.

O que nos leva a um outro problema do dropshipping nacional.

Baixa margem de lucro

Não há como negar que um dos maiores benefícios do dropshipping é o fato de que o lojista tem total liberdade para determinar os valores que serão praticados na loja; contudo, encontrar uma estratégia de preços que não só seja atraente para os clientes, mas também lucrativa para a loja, pode ser mais difícil do que parece.

O valor do produto, afinal, deve dar conta não só do item em si, mas também das taxas de envio (que serão repassadas aos fornecedores de dropshipping), do investimento feito nas estratégias de marketing e publicidade, das parcerias nas redes sociais e muito mais.

Se adicionarmos a esse cálculo as variáveis que listamos acima, como fornecedores para dropshipping que não são confiáveis, produtos de baixa qualidade e um mercado altamente competitivo, os riscos de fechar o mês no vermelho são extremamente altos.

Olha, nós não falamos isso tudo só para deixar você meio desmotivado e sair daqui pensando que é melhor encontrar outra forma de ganhar dinheiro; na verdade, como empreendedor, você precisa estar ciente de todos os possíveis riscos e desafios que pode encontrar ao longo da sua jornada para o sucesso.

Por mais que seja desvantajoso fazer dropshipping nacional, existe uma outra opção: fazer dropshipping internacional, com o Oberlo.

Dropshipping no Brasil? Pode ser com o Oberlo

Se você ficou curioso com a possibilidade de fazer dropshipping no Brasil, mas gostaria de considerar a possibilidade de vender para outros países e trabalhar com outros parceiros que não exclusivamente os fornecedores de dropshipping no Brasil, por que não considera o Oberlo?

O Oberlo é a plataforma de dropshipping internacional mais popular do mundo: mais de 300 mil lojistas já trabalham conosco, e só no Black Friday de 2018 eles lucraram mais de 30 milhões de dólares. Se você estava se perguntando como trabalhar com dropshipping pode ser lucrativo, encontrou uma resposta de peso.

O nosso site também conta com diversos recursos para empreendedores que, assim como você, querem saber como trabalhar com dropshipping e buscam mais informações sobre o mundo do e-commerce.

Como usar o Oberlo para fazer dropshipping no Brasil?

O objetivo principal do Oberlo é ajudar empreendedores como você a encontrarem os produtos que desejam vender.

O nosso app possui uma integração exclusiva com a plataforma da Shopify, e com ele é possível importar com apenas alguns cliques dezenas de produtos de fornecedores internacionais diretamente para o catálogo de produtos da sua loja.

Diferente do que acontece com o dropshipping nacional, no qual o empreendedor precisa procurar por conta própria um fornecedor de dropshipping no Brasil, o Oberlo já conta com centenas de fornecedores do mundo inteiro – e pode ajudar você a encontrar aquele com os melhores produtos.

O alto número de fornecedores também significa uma variedade altíssima de produtos: de roupas até itens de decoração, de maquiagens até artigos para animais de estimação, no Oberlo você certamente encontrará produtos exclusivos – e de alta qualidade.

É importante lembrar que, ao trabalhar com fornecedores internacionais, você também precisará trabalhar com prazos de entrega mais longos.

Empreendedores que defendem como fazer dropshipping nacional muitas vezes alegam que os prazos de entrega do dropshipping internacional são extremamente longos, mas a verdade é que aquela história de ter que esperar 60 dias por uma encomenda internacional ficou no passado. Com o ePacket, você pode trabalhar com prazos mais rápidos por um custo reduzido – e garantir a satisfação do seu cliente.

Como trabalhar com dropshipping: histórias de sucesso

Pode ser difícil visualizar os benefícios do Oberlo sem alguns exemplos concretos de sucesso; por isso mesmo, vale a pena recontar a história do Irwin Dominguez – que faturou um milhão de dólares apenas oito meses depois de começar a usar o Oberlo e descobrir como trabalhar com dropshipping.

Um ex-consultor de marketing, Dominguez hoje é um empreendedor convicto do dropshipping internacional:

Com um faturamento diário de 10 mil dólares por dia, Dominguez é uma história de sucesso real, que começou aqui mesmo no Oberlo.

Quer saber a dica dele para quem quer trabalhar com o dropshipping internacional? É simples: “Não perca tempo”.

Dropshipping nacional ou dropshipping com o Oberlo?

O dropshipping no Brasil ainda é um mercado com grande potencial de lucros, mas investir unicamente no dropshipping nacional – e, por consequência, em fornecedores de dropshipping nacional – pode não ser uma boa ideia.

Com o Oberlo, no entanto, você pode trabalhar com diversos mercados e com fornecedores para dropshipping localizados no mundo inteiro – o que não só potencializa as suas chances de lucro como também permite uma expansão internacional da sua loja. Além disso, a possibilidade de trabalhar com centenas de produtos diferentes é absolutamente tentadora, e pode ajudar a sua loja a lucrar ainda mais.

Vale lembrar ainda que o Oberlo cuida de boa parte do processo de gerenciamento para você, automatizando a importação dos produtos para o catálogo da loja, encontrando fornecedores confiáveis e compartilhando dicas exclusivas.

A melhor parte? Você não precisa pagar nada por isso, se não quiser.

Se quiser descobrir mais sobre como funciona o Oberlo ou como fazer dropshipping no Brasil e em outros países, sinta-se à vontade para dar uma olhada no nosso blog ou deixe um comentário aqui em baixo.

Quem sabe você não é a nossa próxima história de sucesso?

Quer saber mais?

Vem para o Oberlo

Venha para o Oberlo e ganhe uma conta no plano Starter.

Assine agora mesmo

Nós usamos cookies para melhorar o desempenho do site e criar uma experiência de navegação totalmente exclusiva. Se você aceitar navegar pelo nosso site, estará aceitando também a nossa política de privacidade.